Estudos mostram que o câncer de próstata, depois do câncer de pele, é o câncer mais comum no homem a partir dos 50 anos. Pelo menos 1 em cada 6 homens vai desenvolver câncer de próstata no decorrer de sua vida e, por ser uma doença silenciosa em sua fase inicial, é extremamente necessário fazer o rastreio com um médico.

O Dr. Eduardo Senter, clínico geral e Médico Coordenador da Paraná Clínicas, explica que o rastreio deve ocorrer em homens a partir dos 50 anos com periodicidade anual: “O médico urologista é o mais indicado para fazer o exame de toque e o PSA (antígeno prostático específico). Há uma observação para os homens negros e os que possuem casos de familiares com câncer de próstata, estes devem começar a fazer o rastreio a partir dos 45 anos, sempre com periodicidade anual”.

É importante destacar que, além do câncer de próstata, existem outras doenças que acometem esse órgão e isso está intimamente ligado ao envelhecimento do homem. “Nós temos alguns outros diagnósticos além do câncer de próstata, como a hiperplasia prostática benigna, que é um crescimento anormal da próstata que pode acontecer normalmente a partir dos 50 anos. Cerca de 90% dos homens com mais de 90 anos têm aumento do volume da próstata e isso traz alguns sintomas como incontinência urinária, jato fraco, gotejamento e outros”, observa o médico.

O Dr. Eduardo também entende que existe uma questão de preconceito em relação aos exames de rastreio: “Sabemos que, de uma maneira geral, isso é cultural. A mulher se cuida muito mais do que o homem, desde cedo busca ajuda médica quando percebe alguma coisa acontecendo com ela. Já o homem não, muitas vezes ele não procura ajuda, e essas campanhas vêm justamente para ajudar na conscientização”.

“O Novembro Azul tem foco no câncer de próstata, mas quando a pessoa faz exames de rastreio e de rotina, muitas vezes descobrimos outras doenças que também precisam de atenção especial. A Paraná Clínicas é bem engajada nessa campanha, estamos preocupados em fazer com que os nossos beneficiários realizem esses exames para a prevenção do câncer de próstata”.

Como é feito o exame

Para o rastreio inicial, utiliza-se o toque retal somado ao PSA total, o exame de sangue. O rastreio é feito em homens a partir dos 50 anos anualmente, pois é a partir dessa idade que se começa a desenvolver esse tipo de câncer.

“Sabemos que, no início da doença, o câncer de próstata não traz sintomas e tem 98% de chance de cura se diagnosticado precocemente”, afirma o Dr. Eduardo.

Sintomas do câncer de próstata

  • Sangramento na urina
  • Ejaculação com sangramento
  • Dor em baixo ventre e em região óssea
  • Dificuldade para urinar entre outros

“Devemos conscientizar os homens de que é importante fazer os exames de rotina não somente após os 50 anos, mas desde os 20, 30, 40 anos. O Novembro Azul é fundamental, pois traz o homem até o médico mesmo sem ele apresentar sintomas e desperta autocuidado”, completa.

Fonte: Dr. Eduardo Senter, clínico geral e Médico Coordenador da Paraná Clínicas

Leia mais:

Gestar Bem: programa traz aulas em novo formato em meio à pandemia

Outubro Rosa: entenda a importância do autoexame para a prevenção do câncer de mama

Como evitar cálculo renal: siga essas recomendações médicas