Sabemos que após os 50 anos o corpo não é mais o mesmo. Há algumas alterações que ocorrem com o passar dos anos que podem afetar o sistema imunológico, sistemas muscular e ósseo, tornando o corpo mais vulnerável a algumas doenças. Os exercícios físicos, portanto, tem como principal objetivo trazer benefícios à saúde de quem os pratica. A diminuição da incidência de doenças cardiorrespiratórias e cardiovasculares é uma das boas consequências que a prática de atividades físicas traz aos indivíduos a partir dessa idade.

O fisioterapeuta Fernando Haluch cita alguns benefícios da prática de exercícios físicos após os 50 anos:

Benefícios da atividade física após os 50 anos

  • Perda e controle do peso;
  • Diminuição dos riscos de doenças crônicas;
  • Benefícios à saúde mental;
  • Aumento da produtividade e atenção;
  • Aumento da disposição;
  • Melhora da autoestima;
  • Melhora do desempenho nas atividades diárias e cotidiano;
  • Fortalecimento do sistema imunológico;
  • Melhora da força e resistência muscular;
  • Ajuda a melhorar a postura;
  • Diminuição de dores crônicas;
  • Diminuição dos riscos de doenças cardiovasculares;

Há vários pontos mais específicos que as atividades físicas vão influenciar em pessoas acima de 50 anos, são eles:

  • Diminuição dos riscos de doenças cardiovasculares, trazendo um bem-estar geral para a vida e a saúde dessas pessoas;
  • Melhora da força e resistência dos músculos através de exercícios específicos e alongamentos musculares, evitando e prevenindo quedas e lesões;
  • Ter um melhor controle do peso, evitando lesões osteomusculares;
  • Diminuição de dores causadas por doenças crônicas, como a fibromialgia;

Problemas mais comuns associados à falta de atividades físicas

  • Sedentarismo;
  • Problemas cardiovasculares e de circulação;
  • Estresse;
  • Depressão;
  • Baixa autoestima;
  • Ganho de peso;
  • Dores nas articulações;
  • Sobrecarga articular;
  • Compensações musculares;

“É importante destacar que todos esses problemas causados pelo sedentarismo e pela falta da prática de exercícios físicos podem gerar doenças crônicas, tendo em vista que os problemas cardiovasculares e circulatórios se tornam ainda mais comuns após certa idade”, explica Fernando.

Exercícios mais importantes após os 50 anos

Fernando também entende que a prática de exercícios físicos deve ser pensada nas individualidades de cada pessoa, respeitando suas restrições: “Todo exercício é importante. Não existe uma atividade física mais específica que as pessoas devem praticar após os 50 anos. É importante desenvolver o hábito de praticar atividades físicas e tornar isso prazeroso, e os exercícios mais indicados são aqueles que favorecem as particularidades de cada pessoa, respeitando as suas restrições”.

Para ele, o mais importante é, em um primeiro momento, fazer uma avaliação médica e todos os exames requeridos pelos especialistas antes de começar a praticar atividades e exercícios que exigem mais resistência. Com a autorização médica, o paciente pode procurar a atividade física que mais se adequa a sua rotina.

Dicas de exercícios para serem praticados em casa ou ao ar livre

A partir do momento que a pessoa estiver apta para fazer atividades físicas, ela pode fazer os exercícios em casa ou ao ar livre, completa Fernando: “Vai muito do que a pessoa gosta de fazer. Pode ser um abdominal, bicicleta ergométrica, uma caminhada, um simulador de marcha, agachamentos, flexão de braços, exercícios funcionais e exercícios aeróbicos e, se possível, tudo com a orientação de um profissional. O importante é estar apto e com a saúde em dia, levando em conta o uso de roupas confortáveis, pois o exercício físico precisa ser prazeroso e se tornar um hábito na vida da pessoa que o pratica”.

Fonte: Fernando Haluch, fisioterapeuta credenciado da Paraná Clínicas

Leia mais:

Fígado: doenças mais comuns, sintomas e tratamentos 

Novembro Azul: não deixe para depois o que precisa ser feito hoje

Gestar Bem: programa traz aulas em novo formato em meio à pandemia