A temporada de verão está quase iniciando e com ela aumenta a incidência de queimaduras solares devido a uma maior intensidade da radiação ultravioleta (UVA e UVB) no hemisfério sul.

As queimaduras solares surgem quando passamos um tempo superior ao recomendado expostos à radiação ultravioleta que provoca danos à pele. A quantidade de exposição solar necessária para produzir uma queimadura varia conforme a quantidade de melanina da pele podendo ser de minutos a horas.

O indicado de exposição solar sem proteção pela Sociedade Brasileira de Dermatologia é não mais que 15 minutos, alguns dias na semana apenas para produção de Vitamina D ou, sendo mais seguro, evitar qualquer exposição sem proteção adequada e realizar a suplementação.

Tratamento para queimadura solar

Caso tenha sofrido queimadura solar, é preciso ter calma. As queimaduras solares deixam a pele avermelhada e dolorida. Quando graves, podem causar inchaço, bolhas, febre, fraqueza e até choque (hipotensão).

Os sintomas podem começar após a primeira hora de exposição atingindo seu pico em 24 horas até 3 dias.

Os cuidados básicos que podem ser realizados em casa são compressas frias logo após o evento. Hidratantes sem perfume e sem cheiro podem ser utilizados em queimaduras leves, sem bolhas.

Caso haja queimaduras mais graves e com bolhas associadas, o ideal seria já procurar um médico dermatologista para realizar o tratamento correto e adequado para o grau de queimadura.

√Č importante evitar qualquer aplica√ß√£o de pomadas e medicamentos sem a devida indica√ß√£o e orienta√ß√£o m√©dica, isto inclui medicamentos orais e t√≥picos, pois podem agravar o quadro e provocar alergias.

Como prevenir queimaduras solares

Para se prevenir das queimaduras solares, devemos intensificar o uso do filtro solar.

O produto deve proteger contra UVA (indicado pelo PPD na embalagem) e contra UVB (indicado pelo FPS na embalagem). Este, deve ser aplicado diariamente e de preferência a cada 2 horas e 30 minutos antes da exposição solar, mesmo em dias nublados, pois nuvens não bloqueiam eficientemente os raios ultravioletas. Tenha atenção caso entre na água ou haja transpiração excessiva, pois o tempo de reaplicação diminui.

Também podemos lançar mão de chapéus, óculos de sol e roupas de algodão. Roupas de nylon bloqueiam apenas 30%. E claro, evitar o sol das 10 horas às 16 horas.

Crianças podem utilizar filtro solar a partir dos 6 meses de idade, devendo ser um protetor adequado para peles mais sensíveis, de preferência filtros físicos e não químicos.

A pele negra, apesar da maior quantidade de melanina, deve receber proteção da mesma forma que a pele clara.

√Č importante proteger cicatriz e manchas, pois podem se agravar ou ficarem mais escuras. Pessoas com melasma devem ser obsessivas na prote√ß√£o solar, utilizando de prefer√™ncia protetor solar com cor para bloquear tamb√©m a luz vis√≠vel.

A import√Ęncia de prevenir queimaduras de sol

Protegendo desde cedo a pele, evitamos queimaduras agudas que podem nos trazer prejuízos mais tarde na nossa vida.

C√Ęncer de pele n√£o melanoma √© o c√Ęncer com maior incid√™ncia tanto em homens quanto em mulheres, tendo rela√ß√£o direta com a exposi√ß√£o solar. A radia√ß√£o tamb√©m tem participa√ß√£o no c√Ęncer de pele melanoma que tende a ser mais grave.

Além desses fatos, o descuido com a pele em relação à radiação ultravioleta pode nos trazer envelhecimento precoce e as tão indesejadas manchas.

N√£o podemos esquecer de ter uma alimenta√ß√£o saud√°vel, ingest√£o de √°gua adequada e realizar atividades f√≠sicas, pois isto reflete diretamente na sa√ļde da pele.

Quanto tempo as queimaduras de sol podem durar?

As queimaduras podem duram vários dias. Pacientes de pele clara podem sofrer descamação com sensação de coceira intensa depois de vários dias.

A área onde ocorreu a queimadura e tem a descamação pode ficar sensível ainda por muitas semanas. Importante evitar nova exposição solar e realizar hidratação corporal adequada.
Manchas permanentes chamadas lentigos solares podem surgir após as queimaduras.

Pessoas que sofreram queimaduras solares graves, popularmente as “insola√ß√Ķes na inf√Ęncia, apresentam risco maior de contrair c√Ęncer de pele anos mais tarde, apesar de n√£o terem se exposto muito ao sol nesta √©poca.

De qualquer forma, sempre que tiver uma queimadura, o mais adequado √© sempre procurar um dermatologista para o tratamento correto e o devido acompanhamento das complica√ß√Ķes.

Fonte: Dr. Eduardo Batista Schneider ‚Äď CRM: 44228/ RQE: 26929