Você sabia que um dos principais mecanismos que interferem em uma alimentação saudável é a ideia de saciedade? O pulo do gato é saber que se sentir saciado por mais tempo não tem a ver só com a quantidade de comida que ingerimos, mas também com o tipo de alimento. De forma geral, o segredo da saciedade está nas fibras, pois elas fazem o alimento demorar mais para ser digerido no estômago e ajudam a controlar sua velocidade de absorção no intestino. Veja quais alimentos entram nesse grupo:

– Hortaliças, como alface, agrião, espinafre, escarola, repolho, rúcula, couve, salsão, brócolis e couve-flor;
– Legumes, como beterraba, abobrinha, cenoura, cebola, abóbora, quiabo, pepino, pimentão, aspargos, nabo, tomate, rabanete e batata-doce, sempre que possível na versão crua;
РCereais integrais, como arroz integral, aveia, linha̤a e cevada;
РLeguminosas, como feij̣o, ervilha, lentilha, gṛo-de-bico e soja em gṛos;
– Frutas in natura, quando possível com a casca.

Leia mais:

Como manter uma rotina saudável durante o isolamento: dicas para fortalecer a imunidade

Teste de COVID-19: entenda as diferenças de cada exame

Infertilidade: conheça as formas de tratamento