Manter a sa√ļde mental na pandemia ap√≥s 1 ano e 6 meses desde que o estado de emerg√™ncia sanit√°ria foi declarado pela Organiza√ß√£o Mundial da Sa√ļde (OMS) n√£o √© uma tarefa f√°cil. Afinal, as recomenda√ß√Ķes de distanciamento social e protocolos de biosseguran√ßa continuam mesmo com o avan√ßo da vacina√ß√£o e os m√ļltiplos impactos que a pandemia trouxe ainda est√£o em processo.

Neste contexto, al√©m de buscar ajuda profissional em momentos de extremo desgaste, existem algumas medidas simples que podem te ajudar a voltar para si mesmo (a) e buscar formas de driblar sintomas de ansiedade e outras situa√ß√Ķes. Ao longo do conte√ļdo, reunimos os principais pontos e dicas sobre o assunto. Continue lendo e saiba mais!

Sa√ļde mental na pandemia: por que falar sobre isso?

Antes do coronav√≠rus, a sa√ļde mental j√° era um campo com demandas urgentes. Mas, em meio a um cen√°rio com tantos fatores estressantes simult√Ęneamente, os casos de ansiedade na pandemia, depress√£o e fatores de risco para o suic√≠dio est√£o aumentando de forma consider√°vel. N√£o √© √† toa que diversos pesquisadores e entidades est√£o se debru√ßando cada vez mais sobre o assunto.

Entre os brasileiros, a ansiedade √© um dos transtornos mais comuns neste per√≠odo ‚ÄĒ estima-se que mais de 86% da popula√ß√£o est√° mais ansiosa ‚ÄĒ segundo uma pesquisa do Minist√©rio da Sa√ļde cujo objetivo foi analisar o impacto social na sa√ļde mental dos brasileiros.

O cen√°rio √© de alerta e falar sobre o assunto ajuda a desconstruir estigmas e buscar solu√ß√Ķes conjuntas tanto na procura por ajuda quanto no fortalecimento dos servi√ßos de sa√ļde.¬†

A Organiza√ß√£o Pan-Americana de Sa√ļde (OPAS) lan√ßou uma s√©rie de documentos com diretrizes de apoio a servi√ßos e profissionais. Um deles, intitulado por Interven√ß√Ķes Recomendadas em Sa√ļde Mental e Apoio Psicossocial (SMAPS) durante a pandemia ressalta, entre outras sugest√Ķes, a necessidade de interven√ß√Ķes de comunica√ß√£o neste per√≠odo.

Ao fortalecer a comunicação sobre os riscos e promoção das medidas preventivas e acesso à informação, os serviços de atendimento são fortalecidos. 

Mais do que informar, √© preciso comunicar sobre as possibilidades de apoio na sa√ļde mental de forma acess√≠vel, seja por redes sociais, ve√≠culos comunit√°rios de m√≠dia, aplicativos, entre outros meios. Adaptar as mensagens considerando linguagens acess√≠veis e as particularidades do isolamento tamb√©m √© importante segundo a OPAS.

Dicas para manter a sa√ļde mental

Com tantas transforma√ß√Ķes e dificuldades para se manter uma rotina que inclua a conviv√™ncia com outras pessoas sem restri√ß√Ķes, manter os espa√ßos de respiro e continuar fortalecendo os v√≠nculos afetivos √© um desafio, mas √© importante buscar alternativas para encontrar momentos de equil√≠brio em meio ao cen√°rio. Veja algumas dicas abaixo:

1.Valorize o tempo livre e descanse

A naturalização do teletrabalho e das chamadas de vídeo em excesso, a sobrecarga em relação ao gerenciamento de tarefas no cuidado do trabalho, do lar e das crianças e o risco de contaminação pelo coronavírus são fatores que podem levar a uma rotina exaustiva. Por isso, tire um espaço na agenda para descansar e não fazer atividades obrigatórias.

O tempo de descanso faz muito bem para recompor energias e libertar sua mente dos pensamentos e preocupa√ß√Ķes excessivas. Negligenciar esse tipo de cuidado pode impactar na sua sa√ļde mental, na qualidade do seu trabalho e na sua vida como um todo. Al√©m de ansiedade e depress√£o, o estresse excessivo por conta do trabalho pode levar ao desenvolvimento da s√≠ndrome de burnout, por exemplo. Por isso, procure se desconectar √†s vezes!

Leia também: Plantas indispensáveis para ter em casa

2. Busque estrat√©gias para fortalecer a rede de amizades, mesmo a dist√Ęncia

√Č evidente que fazer encontros presenciais com amigos e familiares proporciona muitas vantagens, mas neste momento em que √© importante continuar redobrando todos os cuidados e distanciamento social, voc√™ n√£o precisa se isolar do mundo.¬†

Use as tecnologias disponíveis a seu favor para fazer chamadas de vídeo e manter o contato mesmo que virtual com ruas redes afetivas. Combater a solidão é uma forma de compartilhar suas alegrias, medos e buscar  e proporcionar acolhimento quando necessário.

3. Avalie o tempo em que acompanha coberturas noticiosas

Buscar informa√ß√Ķes confi√°veis sobre a pandemia e manter os cuidados preventivos √© importante, mas o excesso de informa√ß√Ķes pode fazer mal para sua sa√ļde. Avalie o tempo em que acompanha as coberturas de m√≠dia e certifique-se sobre a idoneidade dos canais de informa√ß√£o que voc√™ acessa. A preocupa√ß√£o excessiva pode gerar n√≠veis de estresse e ansiedade e por isso, √© importante equilibrar a rotina com outras atividades.

4. Faça exercícios físicos

Com boas m√°scaras de prote√ß√£o e respeito aos protocolos de biosseguran√ßa, voc√™ pode praticar exerc√≠cios f√≠sicos e sua sa√ļde mental vai agradecer. Caminhadas, atividades de yoga, medita√ß√£o e corrida s√£o modalidades muito v√°lidas neste sentido.¬†

Os exerc√≠cios f√≠sicos estimulam o bem-estar e trazem benef√≠cios para a sa√ļde como um todo, j√° que a pr√°tica de atividades f√≠sicas libera subst√Ęncias como endorfina. Uma rotina de exerc√≠cios √© um momento que permite o distanciamento e a distra√ß√£o de pensamentos ruins.

Saiba mais: Busca por ajuda psicol√≥gica cresce com o confinamento e alerta para debate sobre sa√ļde mental no p√≥s-pandemia

A Paraná Clínicas pode te ajudar

Com um quadro de m√©dicos¬† especializados nas √°reas de psiquiatria e psicologia, a Paran√° Cl√≠nicas oferece todo o suporte necess√°rio para manter a sa√ļde mental na pandemia.

Com informa√ß√Ķes da Dra. Ana Paula Aquino, psiquiatra da Paran√° Cl√≠nicas

Precisa de mais informa√ß√Ķes? Entre em contato conosco pelo telefone (41) 3340-3030 e agende uma consulta!